COVID - 19

Verdade sobre a ‘Pandemia’ começa a emergir nos tribunais da Alemanha


O Ministério Federal do Interior da Alemanha contratou “cientistas” de vários institutos de pesquisa e universidades para justificar os rígidos bloqueios na primeira onda da pandemia em março de 2020. O órgão “encomendou” aos pesquisadores do Instituto Robert Koch e de outras instituições a criação de um modelo de cálculo com base no qual o Ministro do Interior, Horst Seehofer (CSU), usou para justificar as duras medidas adotadas. Os fatos emergem de mais de 200 páginas de correspondência interna entre o nível de gestão do Ministério do Interior e os “pesquisadores” que o WELT AM SONNTAG recebeu. Um grupo de advogados lutou por acesso aos documentos em uma disputa legal com o Instituto Robert Koch que durou vários meses.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Governo da Alemanha contratou o Instituto Koch e outros cientistas para justificar a decretação dos bloqueios ilegais

Fonte: Welt Am Sonntag  –  Zero Edge

Um dos maiores jornais da Alemanha, o Welt Am Sonntag, obteve provas de que o Ministério do Interior do governo da Alemanha contratou e PAGOU cientistas do instituto Robert Koch e de várias universidades para que eles elaborassem “estudos” que justificassem a decretação das draconianas medidas de bloqueio do país .

Os documentos – mais de 200 páginas recuperadas após uma batalha judicial de vários advogados com o Instituto Koch, revelam correspondência interna entre o Ministério do Interior e os “pesquisadores” [os tais de “especialistas”].

Em uma troca de correspondência, o secretário de Estado Markus Kerber pede aos pesquisadores que desenvolvam um modelo no qual basear as “medidas preventivas e repressivas”.

Em apenas quatro dias , “cientistas” trabalhando em estreita coordenação com o ministério desenvolveram um documento de trabalho em segredo , que descreveu o “pior cenário” em que mais de um milhão de pessoas na Alemanha poderiam morrer de COVID-19 se a vida social continuasse como era antes da pandemia, dando assim “base científica” para os políticos decretarem o uso de focinheiras, o distanciamento social e o fechamento da economia com graves prejuízos ao pais..

Com base nas “terríveis projeções” de “especialistas”, o estado alemão respondeu com mudanças legislativas abrangentes em leis antigas para promulgar medidas rígidas – incluindo  os draconianos e tirânicos bloqueios sem precedentes que começaram em março. Isso gerou uma enxurrada de ações judiciais questionando a constitucionalidade das medidas, que vão desde a perda de renda ao isolamento de idosos, passando pela obrigatoriedade de que as pessoas permaneçam em suas casas e evitem locais públicos, em violação aos “direitos fundamentais de liberdade pessoal” dos cidadãos alemães.

Enquanto isso, os tribunais alemães têm decidido contra as restrições impostas pelo governo federal da Alemanha [o “rei esta ficando nu”] .

Em um caso, um tribunal concedeu medidas provisórias depois que os reclamantes disseram que a cidade de Gießen proibiu ilegalmente um protesto, apesar das precauções detalhadas de distanciamento social delineadas pelos organizadores. O tribunal considerou que a proibição da cidade violou a liberdade de reunião e que as mudanças legais instituídas em março não se aplicam às assembleias ao ar livre.

Em um segundo caso relacionado a um protesto da COVID-19 em Stuttgart, a cidade foi considerada violando a lei quando seus políticos disseram a um organizador de reunião de que não poderia processar solicitações para realizar reuniões em massa devido as restrições impostas pela pandemia. Eventualmente, um Tribunal Constitucional considerou que a cidade violou de forma semelhante a liberdade de reunião garantida pela constituição do pai.

E em um terceiro caso, cidadãos muçulmanos fazendo petições para fazer oraçõesem uma mesquita durante o Ramadã em meio à proibição estrita de reuniões religiosas na Baixa Saxônia foi derrubada pelo tribunal administrativo (Oberverwaltungsgericht) , que – embora se recusasse a abrir todas as mesquitas – observou que o risco de infecção dependia de vários detalhes, e que uma proibição geral era inadequada.

Em janeiro, um tribunal alemão em Weimar declarou a proibição do contato social ilegal e contrária à Lei Básica Alemã (Gründgesetz), declarando as novas leis de bloqueio “inconstitucionais porque a Lei de Proteção contra Infecções não era uma base legal suficiente para uma regulamentação tão abrangente como uma proibição de contato entre cidadãos”, de acordo com o Blog de Direitos Humanos do Reino Unido .

Neste caso, um cidadão de Weimar tinha sido processado e multado em € 200 por festejar o seu aniversário juntamente com outras sete pessoas no pátio de uma casa no final de abril de 2020, violando assim a proibição de contato em vigor. O decreto só permitia que membros de duas famílias ficassem juntos. A conclusão do juiz foi que a Portaria Covid era inconstitucional e materialmente questionável .

Protestos do público em massa na Europa, [Berlim, na Alemanha, nas fotos] como o de 29 de agosto de 2020, onde 12 milhões de pessoas se inscreveram e de acordo com os organizadores quase dois milhões realmente compareceram.

Esta é a primeira vez que um juiz trata detalhadamente dos fatos médicos, das consequências econômicas e dos efeitos da política específica trazida pela pandemia do Coronavirus …

Em suma, as autoridades alemãs pagaram “cientistas e especialistas” do Instituto Koch e outros institutos de pesquisa e universidades para produzir modelos de pandemia terrível, que eles usaram para promulgar lockdowns tirânicos e inconstitucionais, e para aprovar leis inconstitucionais que agora estão sendo derrubadas pelos tribunais por todas as regiões da Alemanha.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932].  Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br.


Categorias:COVID - 19

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.