NOTICAS DE SITES E BLOGS

Protestos Anti-Lockdown varrem grandes cidades em toda a Europa.


Protestos Anti-Lockdown ocorrem em grandes cidades por toda a Europa:  O público tem sido notável e abertamente “menos cooperativo” desta ‘segunda’ vez. Rebelando-se contra as limitações aparentemente arbitrárias e totalitárias, de novos lockdows, distanciamento social e uso de máscaras que não são sustentadas pela ciência ou pelo bom senso. Protestos civis ocorreram em grandes cidades em todo o continente europeu e levaram dezenas de milhares de manifestantes às ruas das grandes cidades europeias.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

As medidas de bloqueio cada vez mais draconianas, a miséria econômica, o desemprego e os amplos poderes concedidos à polícia estão evaporando a confiança e desgastando a paciência pública com os “políticos” marionetes do “establishment”.

Fonte:  Off Guardian.Org

Na medida em que uma suposta “segunda onda” da “pandemia” do Coronavirus está varrendo a Europa nas últimas semanas, muitos governos e seus políticos [marionetes] abraçaram com entusiasmo seu lado totalitário e concederam a si próprios novos “poderes de emergência” junto com novas medidas de bloqueio, distanciamento social, lockdowns e uso obrigatório de máscaras.

O público tem sido notável e abertamente “menos cooperativo” desta vez. Rebelando-se contra as limitações aparentemente arbitrárias e totalitárias que não são sustentadas pela ciência ou pelo bom senso. Protestos civis ocorreram em grandes cidades em todo o continente europeu e levaram dezenas de milhares de manifestantes às ruas das grandes cidades da Europa.

ALEMANHA

Milhares de pessoas se reuniram em Berlim nos últimos dias, protestando contra a aprovação de uma nova lei de bloqueio pelo governo de Merkel. A polícia virou canhões de água contra as multidões e quase 200 pessoas foram presas.

Os principais veículos da mídia [pre$$titutes] mainstream relatou apenas “centenas” de manifestantes, mas como as imagens mostram claramente, eles eram mais como dezenas de milhares:

ESPANHA

Depois que o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, declarou o estado de emergência de seis meses no final de outubro, houve dias de protestos generalizados em todo o país.

Barcelona, ​​já um foco de sentimentos antigovernamentais devido à repressão brutal do referendo da independência catalã , a cidade viu eclodir confrontos violentos entre a polícia de choque e os manifestantes.

FRANÇA

A nova “lei de segurança abrangente” de Emmanuel Macron, conhecida pelos manifestantes como a “lei da mordaça” , militarizaria ainda mais a polícia francesa, ao mesmo tempo que tornaria crime capturar ou distribuir a imagem de policial. A lei encontrou uma resistência fervorosa na forma de marchas furiosas através de cidades em todo o país .

O governo de Emmanuel Macron tem um histórico de ataques e diminuição das liberdades civis e, em resposta às suas “reformas”, o povo do país viu protestos em larga escala dos Gilets Jaunes [Coletes Amarelos] por mais de um ano.

ITÁLIA

Os protestos contra o bloqueio na Itália atingiram um auge no final de outubro e foram provavelmente os mais extensos no continente. As marchas ocorreram em dezenas de cidades em todo o país , incluindo Roma, Nápoles, Gênova e Bolonha.

A grande mídia [pre$$titute] se esforçou para diminuir, minar e difamar os protestos. A CNN e a Reuters relataram que apenas “centenas” de manifestantes participaram. Esta foto tem “centenas” de pessoas?

O político foi tão longe em sua manipulação dos fatos que realmente culpou a Máfia pelos protestos .

ESLOVÁQUIA

Bratislava foi o lar de uma grande marcha de manifestantes em 17 de novembro, marcando o feriado nacional conhecido como Dia de Luta pela Liberdade. Essas marchas eram ilegais de acordo com a lei de emergência eslovaca, planejada para prevenir a disseminação do coronavírus.

DINAMARCA

O parlamento dinamarquês foi sujeito a 9 dias de protestos mesmo à suas portas, em oposição civil dos populares à proposta de “lei de vacinação”, que permitiria à polícia “coagir fisicamente a vacinação através da detenção” dos cidadãos do pais.

Depois de nove dias de protestos civis, foi noticiado nas redes sociais que o governo dinamarquês desistiu da aprovação da lei. No entanto, não consegui encontrar nenhuma confirmação oficial disso, ou relatos na mídia à respeito dessa situação.

Na verdade, a mídia pre$$titute mal cobriu a lei proposta e literalmente não mencionou sequer os protestos públicos nas ruas em Copenhague. Uma pesquisa por “Covid protests Denmark” no google quase não encontrou resultados relacionados a esse tópico.

A razão para cobrir menos o protesto dinamarquês do que os outros é que eles aparentemente funcionaram a pleno. e a última coisa que o sistema de controle quer que as pessoas vejam é que a desobediência civil pode mudar tudo e impedir a implantação da agenda de mais controle pelo “establishment”.

É bom ver a sensação de paciência bovina do público em geral acabar com uma narrativa de Covid-19 que nunca fez sentido e uma “resposta de saúde pública via lockdowns à pandemia” que provavelmente causará muito mais danos à população do que poderia prevenir o aumento dos casos.

Embora a agitação civil seja inegavelmente uma coisa boa, NECESSÁRIA e uma poderosa demonstração de força popular, este também é um momento para se ter cuidado. Se os marionetes [os políticos] do “establishment” sentir que está perdendo o controle da situação ou da narrativa, é provável que desista ou tente algo ainda mais desesperado para impor a sua agenda.

Se você estiver ciente de outros países passando por distúrbios civis devido a medidas “anticovid”, por favor, nos informe e nós os adicionaremos à lista.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.

Via: https://thoth3126.com.br/protestos-anti-lockdown-varrem-grandes-cidades-em-toda-a-europa/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.