Bill Gates ‘duvida’ que a FDA e o CDC sejam confiáveis quanto à Covid-19 e às vacinas.


Enquanto o “filantropo plutocrático” Bill Gates exorta os americanos a rejeitar as agências reguladoras do governo [FDA-Food and Drug Administration e os Centers for Disease Control and Prevention –  CDC] e abraçar os desenvolvedores de vacinas do setor privado  [Big Pharma] – que ele financia e lucra muito -, vale a pena perguntar por que as pessoas ainda confiam neste homem. Bill Gates lamentou questionamentos da Food and Drug Administration e dos Centros de Controle de Doenças, as duas principais agências reguladoras de saúde dos Estados Unidos encarregadas de monitorar a segurança dos medicamentos, em duas entrevistas na última terça-feira, insistindo que se tornaram “serviços politizados” da administração Trump. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Bill Gates duvida que a FDA e o CDC sejam confiáveis quanto à Covid-19 e às vacinas. Claro, vamos confiar em um homem bilionário não médico que, em vez disso, paga a mídia PRE$$TITUTE.

Fonte:  RT.com

Helen Buyniski, é jornalista americana e comentarista político da RT.

Em vez disso, argumentou ele, os americanos deveriam confiar nas empresas farmacêuticas do setor privado  [Big Pharma]– especificamente na gigante Pfizer – para salvar o dia com uma vacina Covid-19, possivelmente antes do final do ano!

Como muitos dos “conselhos” que Gates deu durante a pandemia de Covid-19, sua demissão dos reguladores foi muito egoísta e sem o apoio da ciência ou evidências médicas. Pior ainda, foi relatado sem crítica pela mídia PRE$$TITUTE mainstream, muitos veículos dos quais se esqueceram de divulgar o dinheiro que recebem da Fundação Bill & Melinda Gates ao lado de sua cobertura bajuladora de seu patrocinador.

Como um grande investidor no setor farmacêutico [Big Pharma] que investiu milhões de dólares no desenvolvimento de sete vacinas diferentes apenas para o novo coronavírus, Gates pode ganhar trilhões de dólares se uma de suas “injeções” eventualmente “ganhar” aplicação global. Ele não escondeu seu desejo de vacinar toda a população da Terra, um projeto assustadoramente caro que provavelmente seria pago pelos mesmos governos infelizes que foram forçados a assumir toda a responsabilidade pelos efeitos colaterais de injeções apressadas, como recentemente no continente africano.

Com os Estados Unidos e outros países já fechando vários negócios de alto valor para desenvolvimento de vacinas até então não testadas (e em alguns casos, claramente inseguras), os únicos obstáculos potenciais para o maior pagamento na história farmacêutica são os reguladores [como o FDA e o CDC] que aprovam os medicamentos para consumo do público, que – embora amplamente desfigurados e domesticado por um lobby farmacêutico musculoso – ainda exigem que alguns requisitos básicos de segurança sejam atendidos para lançar uma nova vacina.

Depois que um paciente no teste da vacina da AstraZeneca ficou com sérios danos na medula espinhal, foi o FDA que expressou preocupações sobre a retomada do teste – mesmo quando os reguladores britânicos alegremente deram luz verde a possíveis danos adicionais. Cada obstáculo regulatório é mais dinheiro que Gates precisa desembolsar para eventualmente recuperar seu investimento.

Há um bom motivo para ser cauteloso. Pandemrix, a última vacina desenvolvida recentemente lançada sob a supervisão do homem encarregado da corrida do ouro da vacina da administração Trump – o ex-diretor de vacinas da Big Pharma GlaxoSmithKline, Moncef Slaoui – deixou centenas de crianças doentes, incluindo danos cerebrais, e custou milhões de libras em pagamentos de restituição ao governo do Reino Unido.

Gates talvez possa ser perdoado por sua ignorância da saga Pandemrix. Afinal, o fundador da Microsoft não é um médico. Ele nunca se formou na faculdade, muito menos frequentou a faculdade de medicina. Mas seu incrível sucesso financeiro foi usado para desviar a atenção de sua total falta de conhecimento e, especialmente desde o início da pandemia, ele foi convocado para falar sobre tópicos sobre os quais não sabe quase nada. Desde a utilidade dos bloqueios e quarentenas (ele os ama) ao tratamento com hidroxicloroquina (mal, mal, errado) e sobre teóricos da conspiração (censurando-os), não há assunto em que a palavra de Gates não seja tratada como um evangelho.

Mas é fácil ver os conflitos de interesse aqui também. Uma população presa por bloqueios por um longo período tem muito mais probabilidade de bovinamente aceitar a vacina como condição para recuperar sua liberdade, não importa o quão não testada ou insegura ela seja. Um tratamento eficaz e de baixo custo para o Covid-19 – que muitos médicos juram que a hidroxicloroquina é quando administrado junto com zinco e um antibiótico – arruinaria completamente seu caro plano de vacinação universal.

E considerando-se quantos dos chamados teóricos da conspiração estão especulando sobre as reais motivações de Gates (dica: o homem que deseja vigiar toda a superfície da Terra do espaço e fala sobre “certificados” digitais para mostrar quem teve Covid-19 ou ser vacinado provavelmente não está fazendo isso por amor à humanidade), ele tem todos os motivos para querer que eles sejam silenciados.

Na verdade, os conflitos de interesse na grande maioria das declarações públicas de Gates são tão óbvios que nem merecem ser mencionados – exceto que nenhum artigo da mídia PRE$$TITUTE tradicional reimprimindo com adoração suas “palavras de sabedoria” os menciona. Com tão poucos motivos para confiar em Gates, por que ele ainda é considerado um “especialista” que pode dar sua opinião como uma “autoridade” em todos os tópicos?

A Fundação Bill & Melinda Gates distribui milhões de dólares todos os anos para agências [a mídia PRE$$TITUTE tradicional] de notícias para “informar e envolver as comunidades”, e a mídia em inglês mais conhecida está em sua lista de beneficiados. Além de veículos como The Guardian, Financial Times, National Public Radio e NBC Universal, as próprias entidades supostamente encarregadas de proteger a integridade jornalística estão no bolso de Gates.

Grupos como o Instituto Poynter, o Bureau of Investigative Journalism, o Center for Investigative Reporting e o Pulitzer Center on Crisis Reporting se beneficiaram da “generosidade” do magnata da vacina. E ao doar para entidades como o New Venture Fund, Gates pode canalizar dinheiro para outros meios de comunicação sem declarar explicitamente para onde o dinheiro está indo.

Embora os representantes da Fundação Gates tenham negado veementemente que suas doações paguem por lealdade (ou, no caso dos verificadores de fatos que defendem reflexivamente o bilionário contra toda e qualquer alegação desagradável, por contar a verdade seletivamente), um relatório recente do Columbia A Journalism Review descobriu que Gates basicamente comprou os nomes mais “confiáveis” ​​nas notícias da mídia PRE$$TITUTE tradicional.

O mais perturbador é que encontrou evidências de que a Fundação Gates, em pelo menos um caso, passou por cima da cabeça dos repórteres para pressionar seus editores a anular as histórias que a criticavam. O dinheiro fala mais alto, especialmente na indústria de jornalismo da mídia PRE$$TITUTE perpetuamente carente de dinheiro.

É fácil de se ver, então, por que o establishment da mídia depende de cada dólar, ops, palavra de Gates. Mas talvez todos os outros milhões de pessoas a quem ele é apresentado com tudo menos um halo sobre sua cabeça devam recuar e reexaminar se eles confiam no homem estilo Big Brother vestido com um colete de lã para decidir seu futuro e sua saúde.

Via: https://thoth3126.com.br/bill-gates-duvida-que-a-fda-e-o-cdc-sejam-confiaveis-quanto-a-covid-19-e-as-vacinas/


Veja também:



Categorias:Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: