Universo de cinco dimensões e buracos de minhoca: quando a física vai além do que conhecemos.


Buraco de minhoca
Créditos: Universe Today

Uma teoria da física que vá além do Modelo Padrão poderia permitir buracos de minhoca que nós realmente pudéssemos utilizar.

 Os buracos de minhoca são um recurso popular na ficção científica, e na Ufologia, como forma de explicar o meio pelo qual as espaçonaves podem realizar viagens mais rápidas do que a luz e se mover instantaneamente de um ponto para outro no espaço-tempo. 

E embora a Teoria Geral da Relatividade proíba a existência de “buracos de minhoca atravessáveis”, pesquisas recentes mostraram que eles são realmente possíveis no domínio da física quântica, mas eles provavelmente seriam microscópicos. 

Agora, em um novo estudo realizado por dois cientistas da Ivy League, a existência de física além do Modelo Padrão pode significar que existem buracos de minhoca que não são apenas grandes o suficiente para serem percorridos, mas totalmente seguros para viajantes humanos que buscam chegar do ponto A ao ponto B.

 

Einstein estava errado?


Buraco de minhoca Crédito: Conhecimento Científico

 

O estudo, intitulado Buracos de minhoca humanamente percorríveis, foi conduzido por Juan Maldacena, professor de física teórica do Instituto de Estudos Avançados e por Alexey Milekhin, um estudante graduado em astrofísica da Universidade de Princeton. 

A dupla escreveu bastante sobre o assunto dos buracos de minhoca no passado e como eles poderiam ser um meio de viajar com segurança pelo espaço.

A teoria sobre os buracos de minhoca surgiu no início do século XX, em resposta à Teoria Geral da Relatividade de Einstein. 

O primeiro a postular sua existência foi Karl Schwarzschild, um físico e astrônomo alemão cujas soluções para a equação de campo de Einstein (a métrica de Schwarzschild) resultaram na primeira base teórica para a existência de buracos negros.

Uma consequência da métrica de Schwarzschild foi o que ele chamou de “buracos negros eternos”, que eram essencialmente conexões entre diferentes pontos no espaço-tempo. 

No entanto, esses buracos de minhoca Schwarzschild, também conhecidos como pontes de Einstein-Rosen, não eram estáveis, pois desmoronariam muito rapidamente para que qualquer coisa passasse de uma ponta a outra.

 

Possíveis, mas apenas em alguns casos

Segundo o que Maldacena e Milekhin explicaram ao site Universe Today por e-mail, buracos de minhoca percorríveis requerem circunstâncias especiais para existir. 

Isso inclui a existência de energia negativa, o que não é permitido na física clássica – mas é possível dentro do reino da física quântica. Um bom exemplo disso, eles afirmam, é o Efeito Casimir, onde campos quânticos produzem energia negativa enquanto se propagam ao longo de um círculo fechado.

“No entanto, esse efeito é tipicamente pequeno porque é quântico, mas nós percebemos que ele pode ser considerável para buracos negros com grande carga magnética”, explicam os cientistas 

Esses buracos de minhoca são possíveis, o único problema é que seriam de tamanho microscópicos e existiriam apenas em distâncias muito pequenas. Para viagens humanas, os buracos de minhoca teriam que ser grandes, o que requer o emprego de física além do Modelo Padrão.

 

Universo de cinco dimensões


Ilustração de uma espaçonave passando por um buraco de minhoca . Crédito: NASA.

 

Para Maldacena e Milekhin, é aqui que o dos físicos teóricos Lisa Randall e Raman Sundrum entra em ação, descrevendo o universo em termos de cinco dimensões. O modelo foi originalmente proposto para resolver um problema de hierarquia na física de partículas.

“O modelo Randall-Sundrom II foi baseado na constatação de que um espaço-tempo de cinco dimensões também poderia estar descrevendo a física em energias mais baixas do que as que normalmente exploramos, mas que teria escapado à detecção porque se acopla à nossa matéria apenas por meio da gravidade”, explicam os cientistas. 

Vistos de fora, Maldacena e Milekhin concluíram que esses buracos de minhoca se assemelhariam a buracos negros de tamanho intermediário, que gerariam forças de maré poderosas que as espaçonaves precisariam ter cuidado. 

Para serem utilizados, o viajante em potencial precisaria de um fator de impulso muito grande ao passar pelo centro do buraco de minhoca, mas ainda assim seria possível, conforme explicam os cientistas.

O estudo concluiu que, apesar de viáveis sob certas circunstâncias e estarem muito longe de nós, os buracos de minhoca seriam possíveis para civilizações muito avançadas, de forma real, e não apenas no reino da imaginação.

Segundo os autores, ‘saber que um elemento importante na ficção científica não está além do reino das possibilidades é certamente encorajador”.

 

Fonte> Universe Today 

Via: https://ufo.com.br/noticias/universo-de-cinco-dimensoes-e-buracos-de-minhoca-quando-a-fisica-vai-alem-do-que-conhecemos.html

 

Assista, abaixo, um video do Space Today sobre buracos de minhoca:


Luneta com lente 60 mm e ampliação de 60 vezes VIVTV2060 – Vivitar

Anúncios



Categorias:Sem categoria

1 resposta

  1. Republicou isso em EXTRATERRESTRES.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: