Chicago: Pilhagens, motins, tiroteios e incompetência promovem o êxodo em massa de seus cidadãos


Cada povo TEM O GOVERNO que merece

Enquanto a prefeita de Chicago Lori Lightfoot continua tentando assegurar ao público que “ela tem tudo sob controle”, o êxodo dos cidadãos da cidade como resultado dos saques, tiroteios, incêndios e tumultos generalizados continua.  Os cidadãos de Chicago estão literalmente começando a sair da cidade [mais uma administrada pela esbórnia dos democratas “liberais” e esquerdistas], abandonando-a, citando a falta de segurança e a incompetência da prefeita como os principais motivos para partir definitivamente. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Pilhagens, saques, motins, tiroteios e incompetência [talvez INCAPACIDADE] promovem o êxodo em massa de residentes de Chicago, a terceira maior cidade dos EUA

Fonte:  Zero Edge

Chega a ser hilariante, se não fosse trágico, a tentativa dos políticos liberais de esquerda democratas mostrar ao mundo que não precisam da ajuda federal e que não precisam contar com a ajuda do presidente Trump, eles estão inadvertida e provavelmente criando mais eleitores para reeleger Trump, na medida que residentes que apenas querem viver suas vidas sob o direito da lei e da ordem podem descobrir que não nenhuma outra escolha a não ser votar nos republicanos em novembro. 

E mesmo que os moradores entendam os saques e os tumultos em alguns casos, eles não estão esperando que tudo melhore por si só, nem que ele chegue até suas casas, suas famílias ou seus bairros. 

Uma residente da cidade e enfermeira de 30 anos que mora em River North disse ao Chicago Tribune :

“Não fazem nada sobre nós; o mundo inteiro está sofrendo [com a pandemia]. Este é um fator minúsculo em tudo isso, e nós percebemos isso totalmente. Temos muita sorte em ter o que temos.  Mas acho que nunca tive que pensar sobre minha própria segurança dessa forma antes”.

O aumento da criminalidade na cidade foi notícia nacional este ano e muitos residentes estão alegando que “não se sentem mais seguros” na região do centro da cidade, de acordo com o relatório do Tribune. Vereadores dizem que seus eleitores estão deixando a cidade e corretores imobiliários dizem que estão vendo o mesmo acontecer. 

Os “ataques caóticos de destruição generalizada nos últimos meses” são o catalisador, diz o relatório.

Moradores de Near North Side disseram a um colunista do Tribune que se mudariam “assim que pudermos sair” e outros “expressaram medo” de voltar ao centro da cidade. O Near North Side é 70% branco e 80% dos residentes têm diploma universitário. A renda familiar média anual é de US$ 99.732, o que é cerca de duas vezes a média da cidade. 

A prefeita de Chicago Lori Lightfoot e o seu olhar perdido e vazio …

O corretor de imóveis Rafael Murillo diz que as pessoas estão se mudando para os subúrbios mais rápido do que o planejado: “E então você tem a pandemia, então as pessoas estão passando cada vez mais tempo em suas casas. E no arranha-céus, começa a parecer mais um cubículo depois de certo tempo”.

Além disso, aqueles que planejavam comprar no centro da cidade estão reconsiderando, disse ele. Ele disse na semana passada que conversou com “três ou quatro” vendedores que moram no centro da cidade e querem sair para se mudarem para os subúrbios. 

Ele comentou:  “Eles querem se sentir seguros. Eles querem poder sair de casa e desfrutar das amenidades de sua vizinhança, seja correr no parque, desfrutar de um pequeno jantar agradável, fazer compras. Mas com tudo que está acontecendo, há muitos residentes que não estão se sentindo mais seguros. ”

O residente Neil Spun, que vive em Chicago há mais de 30 anos, disse: “ Já houve tumultos e saques antes. Só me parece agora que a cidade não está fazendo nada a respeito. Não acho que isso esteja melhorando, então gostaria de ir embora. ”

Philip Nyden, diretor fundador do Center for Urban Research and Learning e professor emérito de sociologia na Loyola University Chicago disse: “Uma das coisas em torno da reação imediata ao saque: há um tom de racismo, eu acho. As pessoas não dizem abertamente que ‘aquelas pessoas’ dos lados sul e oeste estão vindo para o centro … (mas) em Chicago, os saqueadores mostrados na televisão eram predominantemente jovens e afro-americanos ”.

Ele continuou: “Streeterville é um dos bairros mais ricos da cidade – provavelmente na área metropolitana. O saque de lojas de luxo na Oak Street no início deste mês meio que assustou muitas pessoas. Não é uma imagem que você normalmente vê. E acho que eles estão reagindo a isso. ”

Ele disse sobre os distúrbios: “As pessoas começam a dizer: ‘Bem, vamos para os bairros ricos e vamos saquear, e não destruir nossos próprios bairros’, (embora) não sei se isso foi tão consciente politicamente. ”

Nyden diz que ainda não está comparando o êxodo ao “vôo branco” dos anos 1950: “Muito do vôo branco estava relacionado ao puro racismo em muitos casos, ou falsos medos alimentados por corretores de imóveis, que faziam todo tipo de coisa para alavancar os medos. Não estou vendo isso aqui. ” 

Steven P. Levy, presidente da empresa de administração residencial Sudler Property Management, escreveu uma carta à prefeita implorando por mudanças. Ele afirmava:

“Do Hyde Park à Gold Coast e Edgewater, os residentes em toda a cidade estão ajustando suas rotinas diárias por medo. Eles estão evitando caminhadas na vizinhança depois das 18h. Isso não é uma maneira de se viver, e não posso culpar os proprietários de imóveis quando me dizem que estão pensando em deixar Chicago definitivamente. ”

Charlie Ragusa, um cliente imobiliário de Murillo, disse:

“Não me sinto mais confortável aqui na cidade. As pessoas têm o direito de divulgar sua mensagem … seja ela qual for. Mas, além dos protestos, temos a violência e saques que acompanham os protestos. Muitas vezes, combinamos os dois juntos, porque eles acontecem praticamente ao mesmo tempo. A violência está dominando as pessoas que teriam uma mensagem a dizer”.

Ele culpa a prefeita:  “Ela não faz o seu trabalho. Seu trabalho é me proteger e proteger a cidade. E eu simplesmente não vejo o que ela está fazendo. Não posso mais sair à noite. Eu estou com medo. Isso não é normal; não é assim que os americanos devem viver ”.

A primeira prefeita afro-americana abertamente gay de Chicago chega ao cargo com outra estreia: uma primeira-dama também abertamente gay. Essa é Amy Eshleman, que é casada com a prefeita eleita de Chicago, Lori Lightfoot. E ela teve um efeito maior na paisagem cultural da cidade do que você pode imaginar.

Outra moradora disse que pretende levar sua família e se mudar para cerca de 80 quilômetros fora da cidade.   “Estamos apenas procurando por mais segurança” , disse ela. Ela e o marido apoiam o movimento Black Lives Matter, disse ela, mas morar no centro não importa mais. 

Os saques haviam destruído uma casa perto de nossa residência em 10 de agosto e voltei para casa de uma caminhada noturna de cães para ver as pessoas ao redor do estacionamento de veículos. “Os policiais estavam passando e as pessoas tinham carrinhos de compras cheios de (coisas saqueadas) e tudo o que se ouvia eram sirenes, vidros estilhaçando e muitos gritos. E tiros. Foi muito chocante”.

Ela concluiu, no auge da hipocrisia liberal esquerdista dos democratas: 

“Acho que as pessoas esquecem que também moram aqui – não são apenas as lojas Guccis e Jimmy Choo. E eu apoio tudo isso completamente. Você roubar sapatos não significa nada para mim – isso não me machuca em nada. É apenas o fato de que isso traz mais crime, e isso me coloca em perigo”.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMESPESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“. –  Apocalipse 13:16-18

Via: https://thoth3126.com.br/chicago-pilhagens-motins-tiroteios-e-incompetencia-promovem-o-exodo-em-massa-de-seus-cidadaos/




Categorias:Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: