Na China crescem temores de um “bloqueio financeiro” com o aumento das tensões com os EUA


Uma forte escalada nas tensões com os Estados Unidos alimentou temores na China de uma iminente guerra financeira que se aprofunda, que pode resultar no fechamento do sistema global do dólar – uma perspectiva devastadora antes considerada rebuscada, mas que agora não é mais impossível. Autoridades e economistas chineses nos últimos meses têm sido extraordinariamente públicos ao discutir os piores cenários, nos quais a China é impedida de liquidações em dólares, ou Washington congela ou confisca uma parte das enormes dívidas americanas da China.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Na China, crescem temores de uma “cortina de ferro financeira” com o aumento das tensões com os EUA

Fonte:   Reuters.com


“E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande DRAGÃO VERMELHO, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas”. –Apocalipse 12:3


XANGAI / PEQUIM (Reuters) – Essas preocupações estimularam alguns em Pequim a reavivar os apelos para reforçar a influência global do yuan, uma vez que parece diminuir a dependência do dólar. Alguns economistas chegam a cogitar a ideia de liquidar as exportações de vacinas COVID-19 fabricadas na China em yuans, e estão tentando contornar a liquidação em dólares com uma versão digital da moeda chinesa que começa a ser testada apressadamente.

“A internacionalização do Yuan foi algo bom. Agora está se tornando uma obrigatoriedade”, disse Shuang Ding, chefe de pesquisa econômica da Grande China no Standard Chartered e ex-economista do Banco Popular da China (PBOC). A ameaça de “dissociação financeira sino-americana está se tornando “clara e presente”, disse Ding.

Embora uma separação financeira e econômica completa das duas maiores economias do mundo seja improvável, o governo Trump tem pressionado por uma dissociação parcial em áreas-chave relacionadas ao comércio, tecnologia e atividade financeira.

Washington desencadeou uma enxurrada de ações penalizando a China e várias de suas empresas, incluindo propostas para barrar as listagens dos EUA de empresas chinesas negociadas em bolsas americanas que não cumprem os padrões de contabilidade dos EUA e proibições dos aplicativos chineses TikTok e WeChat. Mais tensão é esperada até a corrida para as eleições presidenciais nos EUA em 3 de novembro, quando Trump tentará sua reeleição.

“Uma ampla guerra financeira já começou … as táticas mais letais ainda estão para serem usadas”, disse Yu Yongding, economista da Academia Chinesa de Ciências Sociais (CASS) apoiada pelo Estado e que anteriormente assessorou o PBOC.

Yu disse que a sanção final envolveria a apreensão dos ativos americanos da China – Pequim tem mais de US$ 1 trilhão de yuans em dívida do governo dos Estados Unidos [a China é o maior credor dos EUA]- o que seria difícil de implementar e um ferimento auto-infligido a Washington. Mas chamando os líderes dos EUA de “extremistas”, Yu disse que uma dissociação não é impossível, então a China deve fazer preparativos para tanto.

ALTO RISCO

As apostas são altas. Qualquer movimento de Washington para cortar a China do sistema internacional do dólar ou retaliação de Pequim para vender uma grande parte da dívida dos EUA pode turvar os mercados financeiros e prejudicar e paralisar a economia global, disseram analistas financeiros.

Fang Xinghai, um regulador sênior de valores mobiliários, disse que a China é vulnerável às sanções dos EUA e deve fazer preparativos “antecipados” e “reais”“Coisas assim já aconteceram com muitas empresas e instituições financeiras russas antes”, disse Fang em um fórum organizado em junho pela mídia chinesa Caixin.

Guan Tao, ex-diretor do departamento de pagamentos internacionais da Administração Estatal de Câmbio da China e agora economista-chefe global do BOC International (China), também disse que Pequim deve se preparar para o desacoplamento com os EUA e o dólar norte americano.

“Temos que nos preparar mentalmente para que os Estados Unidos possam expulsar a China do sistema de liquidação em dólares”, disse ele à Reuters. Em um relatório de sua co-autoria no mês passado, Guan pediu um maior uso do sistema de liquidação em yuans da China, o Sistema de Pagamentos Interbancários Transfronteiriços, no comércio global. 

A China acelerou os seus planos de desenvolver uma moeda digital soberana, o Yuan digital

A maioria das transações internacionais da China é liquidada em dólares por meio do sistema OCIDENTAL SWIFT, com base na Suíça, que alguns dizem que o deixa extremamente vulnerável as sanções financeiras futuras dos EUA e países europeus.

PUSH RENOVADO

Após uma calmaria de cinco anos, Pequim está revivendo seu esforço para globalizar o yuan. A sede do PBOC em Xangai no mês passado pediu às instituições financeiras que expandissem o comércio de yuans e priorizassem o uso da moeda local no investimento direto. O chefe do banco central chinês, Yi Gang, disse em comentários publicados no domingo que a internacionalização do yuan está indo bem, com os acordos internacionais crescendo 36,7% no primeiro semestre de 2020 em relação ao ano anterior.

Ainda assim, a internacionalização é prejudicada pelos rígidos controles de capital da própria China. Também pode enfrentar a resistência de países que criticaram a China em questões que vão desde a pandemia do coronavírus até sua repressão aos direitos civis em Hong Kong.

A participação do yuan nas reservas internacionais de câmbio ultrapassou míseros 2% no primeiro trimestre, disse Yi. Também bateu o franco suíço em junho, tornando-se a quinta moeda mais usada para pagamentos internacionais, com uma participação de 1,76%, de acordo com o sistema SWIFT.

Uma forma de acelerar o acordo internacional seria fixar o preço de algumas exportações em renminbi, como uma possível vacina contra o coronavírus, sugeriu Tommy Xie, chefe de pesquisa da Grande China no Banco OCBC em Cingapura. Outra é usar um Yuan digital proposto em transações internacionais com base em trocas de moeda entre bancos centrais, contornando sistemas como o SWIFT, disse Ding Jianping, professor de finanças da Universidade de Finanças e Economia de Xangai.

A China acelerou os planos de desenvolver uma moeda digital soberana, enquanto o PBOC se ocupou em assinar acordos de swap de moedas com contrapartes estrangeiras. Shuang Ding, do Standard Chartered, disse que Pequim não tem escolha a não ser se preparar para a “opção nuclear” de Washington de expulsar a China do sistema do dólar. “Pequim não pode se dar ao luxo de cair em desordem quando as sanções realmente ocorrerem para a China”, disse ele.

Reportagem de Kevin Yao em Pequim; Winni Zhou e Samuel Shen em Xangai; Edição de Tony Munroe e Sam Holmes.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMESPESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E foi precipitado o Grande DRAGÃO, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado [ENCARNOU] na Terra, e os seus anjos foram lançados com ele”. –  Apocalipse 12:9

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“. –  Apocalipse 13:16-18

Via: https://thoth3126.com.br/na-china-crescem-temores-de-um-bloqueio-financeiro-com-o-aumento-das-tensoes-com-os-eua/


Anúncios


Categorias:Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: