Grandes cidades dos EUA estão sendo transformadas em zonas de guerra


A agitação civil que testemunhamos em toda a América neste fim de semana foi extremamente alarmante. Por algumas semanas, parecia que o caos que emergiu logo após a trágica morte de George Floyd estava diminuindo, mas nos últimos dias houve um ressurgimento dramático nas manifestações com violência. Nas últimas 48 horas, houve erupções de violência civil nas principais cidades como Seattle, Portland, Atlanta, Chicago, Nova York, Los Angeles, Oakland, Louisville, Austin e Richmond. Nesse ponto, vimos protestos e tumultos prolongados por quase dois meses seguidos, e parece que o caos não desaparecerá tão cedo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Grandes cidades dos EUA estão sendo transformadas em zonas de guerra e não terminará em novembro

Fonte:  The Most Important News

Nas últimas semanas, algumas pessoas me escreveram e-mails sugerindo que a agitação civil desaparecerá se o democrata [um marionete senil do Deep State] Joe Biden vencer a eleição em novembro. Mas não acredito que isso seja verdade. Praticamente todo o tumulto está acontecendo em cidades controladas pelos próprios democratas, e os políticos de esquerda que administram essas cidades não têm controle sobre os manifestantes marxistas.

Por exemplo, veja o que está acontecendo em Seattle e Portland. Os políticos que administram essas cidades são democratas radicais de esquerda e, no entanto, esses democratas radicais foram completa e totalmente incapazes de acabar com a violência doméstica em sua próprias cidades. O seguinte vem do  Daily Mail …

As ruas de Seattle se tornaram violentas no sábado, quando manifestantes incendiaram um centro de detenção juvenil e uma delegacia de polícia. Outros manifestantes jogaram pedras, garrafas, fogos de artifício e outros explosivos contra a polícia, com a inquietação e agitação civil levando as autoridades locais a declarar que os protestos se transformaram em ‘motins naquela tarde’.

Portland se preparou para sua 59ª noite de distúrbios no sábado, com vários manifestantes marchando do prédio federal para o Portland Marriott, onde eles acreditam que os oficiais federais estão hospedados, na sequência de uma noite violenta na sexta-feira que terminou com pelo menos uma pessoa esfaqueada.

Para mim, é absolutamente incrível que Portland tenha tido 59 dias de protestos seguidos. Um homem que realmente vive no centro de Portland diz que seu bairro foi essencialmente transformado em  “uma zona de guerra” …

Gabriel Johnson vive no Essex House Apartments no centro de Portland há sete anos. Ele adorou – até agora. “Eu comparo a uma zona de guerra e algumas pessoas aceitam isso e dizem que ele deve estar exagerando, mas não”, disse Johnson. Johnson disse que é mantido acordado pelas manifestações noturnas que acontecem a apenas dois quarteirões de sua casa. Os sons de fogos de artifício e estrondos, ele disse, são impressionantes. O gás lacrimogêneo também é ruim.

E Johnson certamente sabe como é uma “zona de guerra”, porque ele é um veterano militar com experiência em guerra. Em outros lugares, dois grupos de milícias fortemente armados quase se enfrentaram em Louisville, Kentucky, neste fim de semana …

Mais de 300 membros da milícia negra NFAC, de Atlanta, ou “Not ******* Around Coalition” vieram a Louisville exigindo justiça por Breonna Taylor, 26 anos, uma técnica de emergência que foi morta a tiros por oficiais em Março. O grupo chegou perto de 50 membros da milícia de extrema-direita “Three Percenter”, que também estavam fortemente armados. A polícia manteve os lados separados e as tensões se dissiparam.

Se apenas uma pessoa tivesse coçado o dedo no gatilho, essa situação poderia ter saído do controle muito rapidamente. Mas houve um incidente infeliz quando um membro da NFAC acidentalmente teve uma descarga de armas …

A polícia confirmou que três membros da NFAC foram atingidos por tiros quando alguém disparou enquanto participava de uma manifestação no sábado. Todas as três vítimas foram a um hospital com ferimentos que não ameaçavam suas vidas.

Enquanto isso, as coisas ficaram realmente loucas em Atlanta. Os manifestantes atacaram o escritório de campo local do ICE e do DHS e chegaram perto  de atear fogo ao local…

Atlanta também passou uma noite de inquietação durante a noite de sábado até as primeiras horas do domingo, quando os manifestantes miraram o escritório de campo do ICE e do DHS da cidade, quebrando janelas e tentando incendiar o prédio.

Os relatórios sugerem que ninguém estava dentro do edifício no momento, no entanto, danos extensos foram causados ​​à frente da instalação. Agentes foram vistos patrulhando o local no início do domingo, quando policiais do FBI tiraram fotos das janelas quebradas e o que pareciam ser marcas de queimaduras deixadas por fogos de artifício nas paredes do escritório.

É importante entender que esses manifestantes são muito sérios sobre seus objetivos e não ficarão felizes com apenas algumas “reformas” tímidas. Para muitos deles, nada menos que a derrubada de todo o sistema será suficiente.

E à medida que nos aproximamos das eleições presidenciais de novembro, qualquer coisa e qualquer pessoa associada ao Presidente Trump será um alvo em potencial. O defensor de Trump Bernie Trammell provavelmente nunca imaginou que seu apoio a Trump o mataria na frente de seus próprios negócios, mas foi exatamente isso que aconteceu …

Bernell Trammell, um negro apoiador do Donald Trump, teria sido baleado e morto em Milwaukee na quinta-feira (23 de julho). De acordo com a Fox 6, o homem de 60 anos foi morto a tiros durante um tiroteio no bairro onde ele era conhecido por exibir cartazes dizendo “Vote Trump 2020” e recitando versículos da Bíblia. Trammell foi descoberto morto na frente de seus negócios. Um memorial improvisado contendo flores e velas foi montado na calçada onde Trammell morreu.

Poder-se-ia imaginar algo assim acontecendo em Seattle, Portland ou Los Angeles. Mas Milwaukee? É tão triste ver nossas principais cidades sendo dilaceradas, mas muitos democratas por aí parecem pensar que todo esse caos é apenas temporário e que terminará quando Trump for destituído do cargo.

Infelizmente, a verdade é que esses protestos nunca foram principalmente sobre Trump. Sim, os manifestantes odeiam Trump, mas também não são exatamente fãs de Joe Biden e de outros democratas moderados. Como Susan Duclos apontou , se Joe Biden e o Partido Democrata realmente acreditarem que serão capazes de controlar esses manifestantes se vencerem em novembro, estão irresponsável e extremamente iludidos…

Este é um cálculo político por parte da “mídia [PRE$$TITUTE] liberal” e dos políticos democratas.  Apoie os manifestantes violentos, cause o máximo de caos e destruição possível antes das eleições presidenciais de 2020, esperando que Trump seja responsabilizado e que seu candidato, Joe Biden, vença. O problema, para eles, é que, mesmo que isso funcione, não há como controlar o monstro que criaram e, se pensam que podem, são mais ilusórios e irresponsáveis do que se pensava inicialmente.

Eu tenho avisado que essa agitação civil está ocorrendo há muito tempo e , eventualmente, vai ficar muito, muito pior, não importa quem ganhar em novembro. Se atualmente você mora no coração de uma de nossas principais cidades, não se iluda pensando que esses protestos são apenas temporários e que as coisas acabarão voltando ao normal. Esses manifestantes têm um fervor fanático quase religioso, e estão inteiramente convencidos da justiça de sua causa. Eles nunca vão desistir e estão dispostos a fazer o que for preciso para alcançar seus objetivos.

Via: https://thoth3126.com.br/grandes-cidades-dos-eua-estao-sendo-transformadas-em-zonas-de-guerra/

 


Categorias:Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: