Calor na Sibéria [+37º ] bate recorde para o mês de junho


O mês de junho de 2020 foi o mais quente já registrado no mundo, empatado com junho de 2019, anunciou nesta terça-feira (7) o Programa Copernicus da União Europeia sobre mudanças climáticas, que destaca a persistência de anomalias climáticas preocupantes e novos incêndios na Sibéria. Em 20 de junho, durante uma hora, uma temperatura de 37°C foi registrada na Sibéria oriental, um recorde dentro do círculo Polar  Ártico, de acordo com o Programa Copernicus.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Calor no planeta em junho volta a bater recorde; situação na Sibéria é preocupante. Temperatura média na Sibéria ficou até 10°C acima do que é considerado normal para o mês de junho.

Fonte:  G1 Via France Presse

“Junho de 2020 está empatado com junho de 2019 como o mês de junho mais quente desde que existem registros, 0,53°C acima da média do período 1981-2010”, anunciou o Copernicus em um comunicado, após um mês de maio que também registrou recorde.

Fontes de calor na Sibéria: Hidratos como o gás metano também podem ser encontrados abaixo do permafrost. Na foto homem põe fogo no gás sendo liberado do solo que antes estava constantemente congelado

Mas o “calor excepcional” na Sibéria Ártica foi o que mais chamou a atenção do serviço europeu. A temperatura média na região ficou até 10°C acima do que é considerado normal para o mês de junho. Em 20 de junho, durante uma hora, uma temperatura de 37°C foi registrada na Sibéria oriental, um recorde dentro do círculo do Ártico, de acordo com o Programa Copernicus.

Na mesma data, na mesma região, a estação da cidade russa de Verkhoianskregistrou temperatura máxima de +38°C [no inverno a temperatura mais baixa registrada nessa cidade, em fevereiro de 1892, foi de -67,8º C registrada em 5 e 7 de fevereiro],  um possível recorde de calor paro o Ártico que está em processo de verificação pela Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Corpernicus destaca que as temperaturas “excepcionais” estão relacionadas com diversos fatores que interagem entre si, especialmente o regime de ventos e a cobertura de neve muito reduzida. Além do mês de junho, a agência insiste sobre um período de vários meses consecutivos de temperaturas muito elevadas em algumas regiões da Sibéria, desde dezembro, em pleno inverno [no hemisfério norte].

“O que é preocupante é que o Ártico aquece mais rápido que o resto do mundo”, afirmou Carlo Buontempo, diretor do programa europeu. “Que a Sibéria ocidental tenha registrado temperatura mais elevadas que o normal durante tanto tempo no inverno e na primavera é pouco habitual. E as temperaturas excepcionalmente elevadas na Sibéria ártica em junho também são preocupantes”, completou.

Copernicus também constatou um aumento do número de incêndios e da intensidade dos mesmos no extremo nordeste da Sibéria, e em menor medida no Alasca e no Yukon canadense. “O que é notável com estes incêndios na Sibéria é que são parecidos com o do ano passado no mesmo período, no que diz respeito à região afetada e extensão da área”, destaca o analista Mark Parrington.

De acordo com o Copernicus, os incêndios já provocaram a emissão de 59 megatoneladas de CO2 na atmosfera, contra 53 megatoneladas em junho de 2019. O ano de 2019 já foi considerado “muito excepcional”, destacou Mark Parrington, que teme uma atividade “intensa” nas próximas semanas devido a temperaturas e solos menos úmidos que o normal.

Em consequência do aquecimento global, o planeta já ganhou mais de 1°C de aquecimento em média desde a era pré-industrial, o que provoca muitos eventos meteorológicos extremos como as ondas de calor, secas ou inundações. O ano de 2019 foi o segundo mais quente no planeta, depois de 2016, e especialistas acreditam que a temperatura mundial deve superar um novo recorde no próximo período quinquenal (2020-2024).

https://thoth3126.com.br/calor-na-siberia-37o-bate-recorde-para-o-mes-de-junho/



Categorias:NOTÍCIAS DA SEMANA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: